Curso de Confeiteiro pelo SENAC PSG 2018: Instruções e Detalhes

Curso de Confeiteiro pelo SENAC PSG 2018: Instruções e Detalhes

O trabalho de confeitaria é algo que acompanha o ser humano desde a Antiguidade. As primeiras notícias que temos sobre a profissão de confeiteiro têm origem no Império Romano, onde a farinha era um dos principais alimentos e, em torno dela, foram inventados diversos métodos de fabricação, com a adição de frutas e sucos, criando doces e bolos os mais variados.

A profissão de confeiteiro é considerada uma das mais atraentes para quem gosta de cozinhar, exigindo por parte dos profissionais bastante dedicação, muito estudo, busca pelas melhores formas de doces e bolos, o que demanda fazer cursos, que podem ser cursos gratuitos de confeitaria, já que é necessária também muita criatividade.

O confeiteiro pode aprender as técnicas em cursos gratuitos de confeitaria, mas essas técnicas só farão sucesso se ele souber criar novos tipos, novos sabores e novos formatos para os doces e bolos.

Onde fazer cursos gratuitos de confeitaria

Os cursos gratuitos de confeitaria são oferecidos tanto na internet quanto de forma presencial. Algumas empresas fabricantes de utensílios e de embalagens para doces oferecem cursos rápidos, que podem ser de poucas horas ou em até algumas semanas, para quem nunca tenha feito qualquer doce confeitado. Os treinamentos, muitas vezes, têm custos simbólicos, uma vez que o principal objetivo é incentivar os alunos a usar os produtos da marca da empresa, depois de encerrado o curso.

Para profissionais que queiram se especializar um pouco mais, o melhor é procurar um curso de formação mais longo, nos moldes dos cursos oferecidos pelo SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, ou pelo IDPC – Instituto para o Desenvolvimento de Panificação e Confeitaria, ou ainda pelo SENAC – Serviço Nacional do Comércio, que possuem inúmeros cursos ligados à área de confeitaria.

Aumentando a fonte de renda como confeiteiro

A profissão de confeiteiro é altamente gratificante, tanto no seu lado profissional quanto no lado financeiro e, se você tiver persistência e for dedicado, certamente será um dos confeiteiros preferidos de sua cidade e região, podendo trabalhar por conta própria, sem patrão, mas ao mesmo tempo atendendo as necessidades de clientes particulares e de estabelecimentos comerciais.

Um confeiteiro pode aplicar seus conhecimentos nos mais diversos segmentos de confeitaria, embora a decoração de bolos seja o mercado considerado mais rentável. Tanto isso é verdade que, atualmente, os confeiteiros têm uma nova classificação: confeiteiros de bolos artísticos são chamados de “cake designer”, que podem ser contratados para trabalhar em buffets ou que podem atuar em seus próprios ambientes, montando um atelier de bolos, conseguindo com seu trabalho excelentes rendimentos. Para chegar lá é preciso fazer alguns cursos gratuitos de confeitaria, especializando-se em sua área.

Características do confeiteiro

Uma das principais características exigidas do confeiteiro é a criatividade. Ao fazer cursos gratuitos de confeitaria, o profissional deve mostrar facilidade com trabalhos manuais, uma vez que, na confeitaria, tudo deve ser feito de forma artesanal, devendo cada produto servir para aguçar os sentidos humanos, principalmente a visão e o paladar.

A confeitaria, muito mais do que um segmento do setor alimentício, deve ser vista como uma arte, o que levar a profissão de confeiteiro à condição de profissão artística para o mundo dos alimentos.

Infelizmente, esse mercados de artistas do mundo da confeitaria é bastante escasso, havendo grande carência de profissionais competentes. Diante disso, se você estiver interessados, existem diversos cursos gratuitos de confeitaria, voltados principalmente para a área decoração de bolos e tortas. Como a demanda por bons profissionais está cada vez maior, tanto na internet quando na forma presencial, você poderá encontrar os mais variados cursos gratuitos de confeitaria.

Além da criatividade, a profissão de confeiteiro exige que o profissional tenha algumas características essenciais para ter o seu trabalho reconhecido e para conseguir sucesso em sua profissão. Veja quais são elas:

  • Habilidade manual: o confeiteiro, em sua criatividade, deve ter facilidade para realizar trabalhos manuais, uma vez que deverá atender os pedidos mais inusitados de seus clientes;
  • Persistência: em todas as profissões encontramos uma série de dificuldades, e a profissão de confeiteiro não fica atrás. Para vencê-las, é sempre preciso ter muita persistência, muita dedicação;
  • Originalidade: um confeiteiro precisa ser honesto com relação ao trabalho de outros profissionais, nunca fazendo cópias de obras e alimentos feitos por outras pessoas. O seu trabalho precisa ser único e exclusivo, mostrando o seu diferencial, criando uma marca própria que o tornará um sucesso no mundo da confeitaria;
  • Organização: um confeiteiro precisa ser disciplinado e organizado, utilizando bem o seu tempo e cumprindo com todos os prazos de pedidos, lembrando que, além de fazer alimentos, em muitas ocasiões o seu trabalho é que será o motivo de alegria e felicidade de uma comemoração de casamento ou de aniversário, por exemplo.

O confeiteiro, depois de ter feitos cursos gratuitos de confeitaria e ter aprendido os segredos de sua profissão, deve ter em mente que seu trabalho afeta diretamente os sentidos humanos. Assim, é preciso saber que, como confeiteiro, ele tem em suas mãos uma séria obrigação, já que seus produtos serão os responsáveis por atrair clientes. Não se trata, portanto, apenas de uma profissão de glamour, mas sim de uma atividade que exige um trabalho árduo.

Onde trabalhar como confeiteiro

O trabalho de confeiteiro pode ser desenvolvido em padarias, local onde, geralmente, os profissionais começam sua jornada às 23 horas, deixando o posto por volta de 5 horas da manhã, disponibilizando desde cedo aos clientes uma série de guloseimas. A atividade de confeitaria é um dos grandes chamarizes para a padaria, sendo de fundamental importância para o estabelecimento.

Os supermercados também exigem a presença de bons confeiteiros, especialistas que possam desenvolver receitas, tendo por base orientações de nutricionistas. O ramo de confeitaria é bastante lucrativo, embora se deva tomar cuidado com perdas, uma vez que a matéria prima utilizada para a confecção dos produtos é bastante perecível. Assim, é uma produção que deve ser contínua, em porções suficientes para atender a clientela e que não podem ficar na prateleira por mais de 3 ou 4 dias.

O confeiteiro, portanto, além de cuidar da qualidade dos produtos que está fabricando e de sua validade, também é responsável pela verificação da oferta dos produtos na seção de confeitaria, principalmente em mercados de menor porte, onde devem fiscalizar as vendas, a utilização correta de matérias primas e sua validade nas vitrines.

1 comentário em “Curso de Confeiteiro pelo SENAC PSG 2018: Instruções e Detalhes”

Deixe um comentário